terça-feira, 10 de novembro de 2009

E os pernambucanos querem usina nuclear?



Está estampado na capa de hoje do Diario de Pernambuco o desejo do governador Eduardo Campos (ex-ministro ciência e tecnologia que impulsionou a energia nuclear em Angra) em ter uma usina nuclear no estado.  A guerra entre os estados do nordeste, segundo versão eletrônica do jornal, é para conseguir 7 bilhões em investimentos e geração de seis mil empregos. Outras fontes de energia como a solar e eólica que, por sinal tem um grande potencial no nordeste, também poderiam gerar energia e empregos se houvesse investimento nessas matrizes.

Vários países tem desistido de suas usinas nucleares por perceberem que é uma energia cara, suja e perigosa. A própria França que é quem vai nos vender a tecnologia tem um histórico de fracassos nucleares. O ministro Edison Lobão não deve estar sabendo desses fracasssos pois afirmou que "Vários países estão ampliando suas matrizes com usinas nucleares porque é uma energia firme, limpa e sem riscos de natureza nenhuma". Talvez alguma força demoníaca esteja impedindo o ministro de lembrar de Chernobyl e o caso do Césio 137 em Goiania-GO, como bem lembrou o próprio jornal.

O Brasil precisa perceber que o futuro exigirá energias renováveis e que a energia nuclear é cara, suja e perigosa. Conheça mais sobre nuclear em nosso site.



Postado por: Pedro Albuquerque

3 comentários:

  1. Eu quero energia renovavel,JA!!!!

    ResponderExcluir
  2. É verdade... Será que a população nordestina quer mesmo usinas nucleares? Será que sabem as implicações que esta tecnologia traz?
    O que parece é que estes estados estão querendo investimentos e empregos, que sinceramente, não são a marca da indústria nuclear. Outras formas de geração de energia, mais limpas, geram muito mais empregos e estimulam ainda mais o desenvolvimento da indústria local, mas precisam de incentivos governamentais. A indústria nuclear, deficitária, recebe altíssimos subsídios governamentais para se manter...
    Afinal, quem sabe realmente quanto custa a energia gerada no Brasil?
    Se a luta é por empregos e investimentos, independente do que vem junto no pacote, vale a pena se informar e optar pela caixinha renovável, que além de mais barata, traz mais benefícios e é paga a vista, não deixando uma conta com juros altíssimo para ser paga a prazo pelas gerações futuras, como é o caso de nuclear.
    Continuem na luta, amigos pernambucanos.
    Um grande abraço,
    André Amaral.

    ResponderExcluir
  3. que Deus ajude vcs em tudo,espero que acabe mesmo com essa maldade tamanha.beijos

    ResponderExcluir